Entre Pancho Villa y una Mujer Desnuda

Conheço muito pouco (pouquíssimo mesmo) do cinema mexicano, mas há alguns anos me esbarrei com um filme de Isabelle Tardán e fiquei simplesmente apaixonada. ‘Entre Pancho Villa y una Mujer Desnuda’ é um daqueles longas divertidos, com um toque teatral que te prendem pela delicadeza e pelo desempenho dos atores em cena.

Gina é uma mulher de cinquenta anos que tem uma carreira de sucesso e que de maneira profunda, foi se entregando e nutrindo o relacionamento com Adrián, que no início se baseava apenas em sexo. Os dois possuem uma admiração pela figura de Pancho Villa e decidem escrever um livro sobre sua história. Enquanto realizam um estudo sobre Pancho e suas mulheres, tentam sustentar seu namoro que está cada vez mais desgastado. Gina quer um filho e Adrián apenas sexo. Um dia se encontram e Gina consegue convencer Adrián de lhe fazer um filho: transam loucamente, no quarto, cozinha e na sala.

Depois de dias de espera, Gina vai até o apartamento de Adrián e descobre que ele está com outra mulher. A raiva dela é tamanha que lhe dá um tapa e, naquela chuva forte, acaba quebrando o salto. Adrián se vai, fica por tempos sem procurar Gina, aceita viajar para o jornal em que trabalha.

 Ela também já cansada daquela situação, arruma um outro namorado, que tem a metade da sua idade e que a ama intensamente. Depois de meses, Adrian trata de recuperar Gina, liga todos os dias e ela nem se dá ao trabalho de atendê-lo. A figura de Pancho Villa (como uma atuação divida de Jesus Ochoa) então aparece. É a masculinidade de Adrián representanda em um homem que não aceita um “não” de uma mulher.

Onde Adrián está, Pancho vai para lhe dar dicas de como reconquistar Gina. Bom, foi aí que o filme me conquistou… A cada “ponto perdido”, a cada surpresa negativa que Gina faz para Adrián, Pancho leva um tiro. Ela conta que está namorando, que não o ama mais, que não quer vê-lo mais. Vai correndo para um praça e ele a segue, oferece o livro, já publicado que os dois começaram a escrever juntos (e que ele terminou sozinho), ele diz que fez uma dedicatória para ela. “Mas a mão, Adrián? A mão?”. Pancho incita Adrián a matá-la, todo o tempo. “Não a deixe fugir”. Adrián aponta uma arma para Gina, atira… e quando percebe, o que tem nas mãos é apenas um livro. Gina o deixa sozinho na praça. Adrián se ajoelha e ela já não está mais, ele chora e Pancho leva um ultimo tiro, e cai sobre a fonte, desfalecido.

O filme ganha uma dinamicidade muito grande desde aí. A situação muda completamente de contexto e a procura constate agora, parte do homem. Sabe, não tem mais o que falar a não ser ASSISTAM, NÃO PERCAM!

Diana Bracho está lindíssima, exalando feminilidade no auge dos seus cinquenta e poucos anos…  O filme está disponível no Youtube, os links seguem abaixo:

(Parte 1) http://www.youtube.com/watch?v=pi-CqrajoQg

(Parte 2) http://www.youtube.com/watch?v=E7zvDAt8UpY&feature=relmfu

(Parte 3) http://www.youtube.com/watch?v=eS6XVgxK7nM&feature=relmfu

(Parte 4) http://www.youtube.com/watch?v=agwQyeWtNZE&feature=relmfu

(Parte 5) http://www.youtube.com/watch?v=FxJOzKZrsOM&feature=relmfu

(Parte 6) http://www.youtube.com/watch?v=9cfZHM9Tujs&feature=relmfu

(Parte 7) http://www.youtube.com/watch?v=vmEh0wWTfUw&feature=relmfu

(Parte 8) http://www.youtube.com/watch?v=XQ0PkGr-K_g&feature=relmfu

Parte 9 ) http://www.youtube.com/watch?v=KiOpHv0sLu8&feature=relmfu

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s