Bloco do Eu Sozinha

Nova Lima - Estrada

Sempre gostei muito de carnaval. Trabalhar nesse feriado só reforçou a idéia do quanto eu gosto de ouvir a banda e ver os blocos de rua. Ficar presa numa redação foi a pior das torturas. Eu entrava na sala, ligava a TV para assistir o compacto das escolas de samba e enquanto isso recebia vídeos das TVs do interior que traziam as atualizações das festas na cidade. Nesse meio tempo, acompanhei os inúmeros acidentes que aconteceram pelas estradas mineiras e li algumas coisas sobre a renúncia do Papa Bento XVI.

Ainda bem que meu carnaval não passou em branco. No domingo pude aproveitar o melhor do Bloco dos Sujos e os desfiles das tradicionais escolas da minha cidade, Nova Lima. Segui a banda o quanto pude. Na verdade fiquei incomodada com uma coisa: as pessoas que acompanhavam (principalmente os mais jovens, é claro), não sabiam cantar as marchinhas. Era palavrão pra cá, ‘canoa virar pra lá” e só. Uma pena, afinal as letras são tão bonitas e o legal é cantar junto. Além das figurinhas repetidas e dos moços de cabelo pintado de amarelo, senti uma nostalgia incrível quando vi uma menina vestida de mulher gato. Era uma fantasia que eu usei inúmeras vezes (e eu amava!). E a minha mãe, sem duvidas, foi a minha melhor companheira nessas festas.

No centro eu vi famílias inteiras fantasiadas. Aliás, tive uma discussão acalorada com as colegas do serviço outro dia. Elas diziam que o carnaval só serve pra se fazer filho e “pegar doença”. Em contrapartida, eu batia o pé e dizia: o carnaval é um fenômeno fantástico. As pessoas saem à rua, dançam, se abraçam, se beijam. Elas se fantasiam e por poucos dias tem a liberdade de agir de uma maneira que não podem durante o resto do ano. No carnaval você vê pais de família, homens sérios, vestidos de bailarina. Você canta as músicas que seus pais e seus avos cantavam, saudando o país, o amor e a liberdade. É uma das festas mais bem humoradas que existem (e politicamente incorretas também).

sujos

Jony’s Mary!

Jony’s Mary!

E porque não, uma festa de lembranças também. No salão que eu costumo freqüentar, as meninas comentavam que o carnaval só ia até a meia noite de terça feira. Diziam que quem ficasse na rua depois disso, iria ver a Mula sem cabeça. E elas ficavam com medo, corriam para casa o quanto antes. Na quarta, falava-se baixo, não se varria a casa. Tudo em sinal de respeito. A quarta-feira de cinzas era um dia silencioso, carregado. Era um dia de penitências. Minha avó dizia que adorava ver o desfile das escolas de samba, mas a mãe dela sempre a impedia de ver a ala das mulheres, que eram ‘prostitutas (?). Se não tinha serpentina, jogavam papel higiênico mesmo.

E então, com a impossibilidade de pular o carnaval do jeito que eu gosto. Na terça-feira, último dia de festa, fui tirando fotos pelo caminho. Mudei o trajeto. Passei por ruas em que brinquei quando era pequena. Revi a minha antiga escola. Enquanto caminhava, percebi que em diversas casas ouviam-se marchinhas de carnaval. O clima de festa também estava dentro das casas. Passei pelo beco. Uma rua estreitinha, cheia de arames (que não sei por que, me remeteu a Auschwitz).

Nova Lima

Beco Nova Lima

Nova Lima

Passei pelo centro, vi o Bloco dos Sujos descer de relance. Deu vontade de acompanhar, mas segui o meu caminho. Vi (e fotografei) Jony’s Mary (um senhor que incrivelmente, só encontro no carnaval – Ele se tornou uma figura conhecida em Nova Lima porque além de fazer as próprias fantasias, sempre se destaca dançando pelas ruas). Do ônibus, tirei fotos da paisagem que vejo TODOS os dias antes de chegar a Belo Horizonte. A mata, o céu, tudo tão bonito.

Então, nessa terça feira de carnaval, andando pelas ruas, acabei criando, sem querer o meu bloco: o bloco do eu sozinha.

BH NOVA LIMA

dfffgfhg

Estrada Nova Lima

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s