Frances Ha

tumblr_mx01yonnMs1qkyz1oo1_500

Uma amiga insistiu para que eu assistisse Frances Ha, disse diversas vezes que tinha tudo a ver com o momento que eu estava passando. Então, peguei o filme e coloquei a frente dos outros que estavam na fila de espera. Comecei a assisti-lo descompromissada, apenas por obrigação e terminei com um leve sorriso no rosto… um sorriso de satisfação. De fato, o filme é uma delícia: leve, “cool” e contemporâneo.

Dirigido por Noah Baumbach e roteirizado por Baumbach e Greta Gerwig, o filme conta a história de Frances (Greta Gerwig) uma dançarina recém-formada que faz uns “bicos” como professora em uma companhia de balé, mora em NY e divide um apartamento com sua melhor amiga Sophie (com quem tem uma ótima química). O namorado da Frances a convida para morarem juntos, mas ela não aceita. Frances não quer deixar a melhor amiga na mão e ao mesmo tempo, decide terminar o namoro (que já não andava bem das pernas). Ironicamente, Sophie (Mickey Sumner) decide se casar e, de repente, informa a Frances que irá se mudar. Decepcionada (e financeiramente apertada), Frances tenta encontrar outra companhia para dividir o aluguel, ao mesmo tempo que faz de tudo para se firmar na carreira.

frances hafrances ha

Frances é um personagem adorável, é uma menina linda, um pouco desajeitada e repleta de sonhos. Em síntese, tem todas as características da Amelie Poulain (só que é realística). Com sinceridade e naturalidade, Baumbach nos faz repensar a vida, chama atenção para os laços afetivos e sugere mais leveza e bom humor no dia a dia. Em uma cena belíssima, por exemplo, Frances dança no meio da rua (apesar dos problemas com o serviço e com a incerteza quanto ao apartamento), a garota simplesmente se diverte. Aliás, “Frances Ha” também nos faz pensar sobre os “nãos” que a vida dá: são inevitáveis, os “nãos” estão aí, safa-se quem souber lhe dar melhor com eles. 

Amei, amei a forma em que a relação entre Frances e Sophia foi retratada. Todo mundo tem um melhor amigo, todo mundo tem alguém com que conversar sem medir as palavras, alguém com quem se parece. Assim são Frances e Sophia, e, assim como acontece na vida real, às vezes há uma quebra de expectativa. Ninguém é perfeito para ninguém, mesmo que a gente insista em cometer esse erro, esperar muito dos outros.

tumblr_mx01yonnMs1qkyz1oo6_500

Greta Gerwig se sai muito bem em tela, domina a situação e transparece simpatia. Gerwig (que foi um dos nomes do Mumblecore, movimento americano cinematográfico que veiculava filmes de baixa produção, sem script ) traz um dos aspectos mais importantes do filme: a improvisação. Outro aspecto importante é o uso de P&B, que confere um clima diferente ao longa (bem nostálgico, sabe? Logo no início eu me lembrei aqueles filmes franceses da década de 60, que delicia!). E os diálogos conferem ainda mais naturalidade ao filme, é como se os personagens estivessem conversando em nossa sala de estar. Melhor do que isso, só o final, que nos deixa com um astral beeeem mais leve.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s