No mundo dos Realitys shows

Há 14 anos eu achava o BBB um máximo, não perdia um programa. Hoje, nem tanto. Confesso que até tentei assistir essa edição, estavam no “terceiro capitulo” e já tinham uns casais formados – vomitei. Fico um pouco deprimida vendo o Bial nesse programa, acho um desperdício também, talvez seja por isso. Mas ultimamente tem surgido no mural do meu Facebook inúmeras discussões entre amigos que se dividem entre “assistir ou não”. Vi muita gente falando que as pessoas que reclamam do programa gostam de pagar de “Cult”, quando na verdade não perdem um capítulo, ou seja, que são hipócritas. Não sei se é bem assim que funciona, tem gente que não gosta mesmo – fazer o quê? E claro, tem quem goste e isso não é – e nunca foi – condenável. Pensando nisso criei uma lista com onze dos meus Realitys shows favoritos e que podem servir de alternativa pra quem não curte o BBB.  (Ultimamente tenho feito muitas listas, não me perguntem o porquê)

ImagemPolícia 24 Horas:

Esse programa é genial, não perco um capítulo. Trata-se de um grupo de repórteres que acompanham as ações policiais realizadas por corporações do Rio, São Paulo e da Bahia. Não há atores, diálogos ensaiados nem cenários prontos, o que se mostra ali é um registro diário e cru da criminalidade. O bacana é que sempre consumimos um numero enorme de notícias sobre tráfico, assassinato, roubo, acidentes (…), mas não temos a oportunidade – principalmente com o formado engessado dos grandes jornais – de “experimentá-los” visualmente ou sensorialmente (eu poderia ficar até amanhã discutindo isso aqui, mas o que eu quero dizer é que o jornalismo tradicional tem tratado essa vitimas como números, com muita frieza e o Polícia 24 Horas tem uma pegada diferente). O programa  (que funciona tipo uma documentário) é uma boa pedida para os focas de plantão, é exibido na Band e no A&E.

ImagemHoney Boo Boo:

Divertidíssimo!  Alana é uma pequena garota americana cujo os pais insistem em cadastrar em concursos de beleza. O programa é famosíssimo nos EUA e ficou ainda mais conhecido depois que o presidente Barack Obama afirmou acompanhar os capítulos. O Programa da Honey Boo Boo (que é o apelido da Alana) ganhou várias paródias e também gerou muita polêmica (principalmente em relação aos concursos, onde meninas ainda pequenas passavam por enormes seções de cabeleireiro, faziam as unhas, depilavam as sobrancelhas…). A história se passa no interior e acompanha o cotidiano de Mama June, Sugar Ber, Shannon, Jessica e Anna (todos familiares da Boo Boo). O legal é que eles são muito desajeitados, parecem a família Busca Pé, arrotam, comem com as mãos, falam alto, se batem, enfim… o programa é bem legal. (Transmitido pelo TLC).

ImagemUm bebê por minuto

O programa retrata o cotidiano do hospital The Leeds General Infirmary, na Inglaterra e acompanha várias mulheres em seu trabalho de parto. Inúmeras câmeras são distribuídas pelo hospital, o que permite que o público conheça as “personagens” assim que entram no LGI (que, aliás, é uma referência de hospital-escola). Há muito nervosismo, dor e gritaria e o interessante é que algumas mulheres sofrem muito para dar a luz enquanto outras nem tanto. Também é muito legal ver a reação dos pais que acompanham suas mulheres, a maioria não sabe exatamente o que fazer. No mais, há muito tensão (às vezes, não se sabe se o bebê vai conseguir sobreviver) e muita emoção. É um programa bem produzido que vale a pena acompanhar, aqui no Brasil é transmitido pelo Discovery Mulher.

The Bigest Looser

ImagemThe Bigest Looser é um programa original da BBC (criado em 2004) onde participantes obesos competem por um prêmio, quem emagrece mais: ganha.  O reality, que possui várias versões (duas delas são daqui do Brasil), impõe regras e desafios aos participantes e dão orientações ao público sobre a importância dos exercícios físicos e da boa alimentação. As transformações são incríveis, há muito esforço por parte dos participantes e muita emoção quando conseguem chegar ao peso desejado. No fim, de alguma forma, todos saem ganhando.

Mulheres de Aço

Mulheres  de AçoMulheres de Aço não é um reality muito conhecido, nem por isso menos interessante. Transmitido pelo GNT, o programa acompanha o cotidiano de quatro delegadas do Rio de Janeiro (Adriana Mendes, Daniela Terra, Luciana Bogea e Monique Vidal). Uma das questões que gosto muito é a sábia dosagem da produção que mostra não só os problemas das delegacias ou as operações policiais como também o cenário familiar dessas mulheres (e o preconceito que elas enfrentaram até assumir o posto atual). Outro aspecto bacana é que elas enfrentam a posição, sem perder a feminilidade (volta e meia também as acompanhamos em sessões no cabeleireiro).

America’s Next Top Model

42_americas_next_topEu que não sou muito chegada em moda, nem vou com a cada da Tyra Banks acompanhei TODAS as temporadas/ciclos do programa. America’s next top model (transmitido no Brasil pela Sony) é muito interessante e repleto de briguinhas, disputas e fofocas entre as modelos. Trata-se de uma série de provas (que vão de sessões fotográficas a propagandas de TV  e desfiles) usadas para escolher a melhor modelo do reality; O programa já recebeu várias versões (inclusive um brasileira, não tão boa assim) e está na sua 18ª temporada. O bacana série é que ela vem para retratar e ao mesmo tempo desmitificar esse mundo glamouroso da moda, há muito sangue e suor rolando atrás dos bastidores.

A Liga (Mundos Opostos)

A liga A Liga - Mundos OpostosEsse programa é muito, muito, muito bom (em especial o capítulo ilustrado na foto acima). Transmitido pela Band, “Mundos Opostos” é um reality derivado do “Troca de Família/Troca de Esposas”, mas com um quê político, jornalístico e crítico. Duas pessoas, com vidas e ideologias diferentes são convidadas a conviver juntas por dois dias (um dia na casa de um, outro dia na casa do outro). O resultado, como se pode esperar, são muitas surpresas e alguns desentendimentos. No capítulo representado acima, um pastor evangélico (e ex-gay) é convidado a acompanhar o dia a dia de uma drag-queen, há discussões muito bacanas sobre fé, homossexualidade, preconceito e sobre a própria sociedade. Só pra constar, existem vários capítulos disponíveis no YouTube (imperdível!).

Acumuladores:

acumuladores Home e health discovery - blog leitura branca bia ennig autoral-40675-149289Os capítulos são um pouco repetitivos, mas o programa é muito interessante. Transmitido pela Discovery, “Acumuladores” mostra o cotidiano de pessoas com um certo transtorno (não sei qual o nome)que as fazem não conseguir jogar nada fora. É assustador a maneira em que essas pessoas vivem e o quanto elas sofrem quando precisam se desfazer de um objeto, elas realmente sofrem (e muito).  Em um dos capítulos que eu vi, uma senhora não tinha só um, mas três apartamentos completamente lotados de lixo, infestados de ratos e baratas. As casas chegaram a um nível tão preocupante que a senhora foi despejada pela prefeitura. Nos capítulos, especialistas e psicólogos se unem para ajudar essas pessoas a limpar suas sujeiras, o que se descobre é que muitas delas perderem entes queridos ou passaram por situações traumáticas das quais não conseguiram superar.

Extreme Makeover

Extreme_Makeover__Home_Edition_001Esse programa é bem emocionante e muito famoso (há inúmeras versões brasileiras, Celso Portiolli, Gugu, Luciano Huck…todos eles entraram na dança). Trata-se de um grupo de pessoas que se unem para reformar a casa de pessoas pobres ou de pessoas que perderam a casa em algum desastre natural. Na maioria dos casos, essas famílias ganham ajuda de instituições e recebem um casa linda, novinha em folha. (Extreme Makeover foi criado em 2003 e transmitido pela Discovey).

The Real Housewives/Mulheres Ricas

jill-zarin-real-housewives-of-new-yorkmulheresBom, eu vou falar dos dois programas ao mesmo tempo porque a abordagem é a mesma. Mulheres Ricas (com apenas duas temporadas transmitidas pela BAND e pelo TLC) e The Real Housewives (Sony) mostra o cotidiano luxuoso de mulheres riquíssimas e hilárias. Lindas, magras, ricas e poderosas, essas mulheres criam polêmicas por onde passam: gastam absurdos, brigam e disputam entre sí, tudo para o nosso proveito. Se você não conhece nenhum das versões, indico a brasileira, difícil não rir (ou ficar impressionado) com Narcisa e com Val Marchiori.

e pra finalizar, a melhor marchinha dos últimos tempos…

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s