Ele está de volta

“Ele está de volta”, livro do escritor e jornalista alemão Timur Vermes, é a típica história que promete, mas não cumpre. Quando alguém lhe disser “Não julgue o livro pela capa” leve em consideração e não faça como eu, que o levei para casa com certo deslumbramento e acabei me decepcionando. Me decepcionei tanto que nem ia escrever uma resenha, até que encontrei alguns textos na internet dizendo que a narrativa é “hilária” e de “morrer de rir” – me senti enganada.

Ele está de volta

De fato, o argumento que norteia a narrativa é genial: Hitler acorda em 2011, como se nada tivesse lhe ocorrido. De repente, as pessoas começam a encará-lo como um comediante (já que, quem iria imitá-lo tão bem assim?) e logo depois, vira um sucesso estrondoso no YouTube, conquistando legiões de admiradores.

O fato de Hitler se adaptar tão rapidamente ao mundo real (usando celulares, computadores e não se assustando com automóveis tão avançados) me incomodou bastante. Além disso, acho que Timur Vermes pouco aproveita a potencialidade do personagens e não há clímax, não ação, não há surpresa! Apenas uma recorrência de discursos enfadonhos.

Ainda que decepcionante, o livro traz uma crítica ao mundo midiático, calcada na propagação de informações erradas, na ausência do cuidado com a apuração e também ao “star system”. Como jornalista, me identifiquei com alguns trechos…

Ele está de volta Timur

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s