Pietà

Eu sou o tipo de cinéfila que não sabe o nome dos diretores, que não conhece nada de técnica cinematográfica e que, na verdade, nem se importa muito com isso. Sou do tipo daqueles que guardam o nome de um filme marcante, que lembram como se fosse ontem daquela cena que assistiu há anos e daqueles que quando se apaixona por um ator, fica meses assistindo seus filmes.

Então… vou confessar uma coisa, que pode soar absurdo para que curte cinema, mas que é verdade… Até o ano passado, eu não sabia quem era Kim Ki Duk e tive uma tremenda de uma boa surpresa, quando pela primeira vez assisti um de seus filmes: Pietà.

Pietà-di-Kim-Ki-DukPietà entrou na lista dos meus filmes preferidos de todos os tempos, daqueles que a gente não se cansa de rever. A história é cruel, atormentadora, violenta, triste… tão triste. Mas eu gostei, gostei da trama… do silêncio, do suspense… e me apaixonei pela Jo Min- Su (ainda que depois, não tenha encontrado nenhum filme com ela).

Em Pietà, Lee Jung-Jin interpreta Kang-do, um cobrador extremamente cruel, que não perdoa as dívidas de seus devedores. Quando a pessoa que o deve não tem dinheiro para pagá-lo, ele o machuca (quebra seus ossos, por exemplo), para pegar o seguro de saúde do ‘acidentado’. Mas, Kang-do (apesar da sua ‘maldade’) é um cara extremamente solitário e que a noite, sozinho em casa, se comporta como uma criança. Um dia aparece uma mulher que afirma ser sua verdadeira mãe e se diz arrependida por tê-lo abandonado. Kang-do duvida dela e a põe em prova, e faz com que ela passe por diversas e recorrentes humilhações.


Acho interessante o fato de o filme ter ficado conhecido por causa das cenas violentas, especialmente por causa da cena de estupro. Não sei, mas a abordagem sobre o fracasso, sobre a dor da perda, da solidão… quero dizer, a abordagem sobre a podridão e as falhas humanas me chamou mais atenção do que o aspecto violento. Como a dor do filho abandonado e a da mãe, que busca por perdão. Ou, da humilhação de quem não consegue pagar a própria dívida. Da mistura de vergonha e arrependimento.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s