– Leituras de 2015

Eu sou uma leitora descontrolada… Outro dia, estava fazendo as contas e percebi que estou lendo sete livros ao mesmo tempo. SETE.  Acho que é por isso que inicio muitas leituras e nunca consigo terminá-las. Abandono um e vou para outro e assim, consecutivamente. Imagine, que bagunça. Aí pensei, esse ano vou me organizar, vou criar metas, fazer minhas listas… ter um controle, sabe?

Adoro canais literários, daqueles que as pessoas contam o que leram no Youtube, já viram?  Aliás, gosto de alguns e fico com o pé atrás com outros…  Em um canal que vi, por exemplo, a menina falava que tinha lido 11 livros em um mês. ONZE. E eu me pergunto, como? E os livros eram grossos, cara… como?

Então, a minha meta era ler três livros por mês… Mas, até agora só li dois. DOIS.  HAHAH, vou dar um jeito. De qualquer forma, acho que essa publicação vai servir para isso… para eu ter um controle, sabe? Também aceito sugestões, rs…

Leituras de 2015

Janeiro: – A louca da casa

Fevereiro: – O moedor

Março:  Adeus maridos / Guia Politicamente Incorreto da América Latina / Toda Nudez Será Castigada

Abril: –  Éramos seis / Não sou uma dessas

Maio: Festa no Covil / Fulaninha e Dona Coisa

Minha mãe é uma viagem

Minha mãe é uma viagemAi meu Deus, como a Barbra Streisand é incrível!!! Pra falar a verdade, sempre ouvi falar muito sobre ela e sobre a multidão de fãs que ela arrasta por aí… mas, nunca dei fé, entende? Aí, numa madrugada dessas (e eu, completamente sem sono) assisti “Minha mãe é uma viagem” – e morri de amores… por ela e pelo filme.

O filme conta a história de Andy Brewster (interpretado por Seth Rogen), um empreendedor que não consegue “emplacar” um produto de higiene, criado por ele. Um dia Andy visita a mãe, Joyce, e em uma conversa despretensiosa, descobre a origem do seu nome. Andy recebeu este nome em homenagem a uma “ex-paixão” de sua mãe. Decidido a fazer que os dois se reencontrem, Andy convida Joyce a acompanhá-lo em sua viagem.

Que delícia de filme… leve, engraçadinho e muito tenro.