O amor perfeito…

Richard Gere Shall we dance

Na minha visão, não muito romântica sobre a vida, o amor perfeito é parecido com aquele retratado no filme “Dança comigo?”. Lembram da cena em que Richard Gere sobe as escadas rolantes segurando uma rosa e vai ao encontro da Susan Sarandon? No filme os dois são marido e mulher, vivem um casamento dos sonhos: possuem dois filhos, dinheiro, não brigam… E mesmo assim, ele sente um vazio existencial, sente falta de algo que não sabe do que se trata. Então, ele entra em uma escola de dança e sente-se imensamente feliz, mas tem vergonha de contar para a esposa porque acredita que ela já lhe dá felicidade demais.

shall_we_dance01

O problema é que ela começa a imaginar que ele esta a traindo e, desconfiada, contrata um detetive. O filme todo é uma delícia, ele impressionado com a beleza e o mistério da professora de dança (interpretada por Jennifer Lopez) e se envolvendo amistosamente com os poucos alunos que restam na escola. Mas, aquela cena… a cena do Richard Gere subindo a escada com as rosas na mão, aquela é, ao meu ver, o signficado do verdadeiro amor. Mesmo depois de anos de casado, do cansativo cotidiano, da mesmice, do fato de ter que dormir com a mesma mulher todos os dias, de ouvir os mesmos problemas, sempre, da rotina… ele escolhe ela, ele escolhe voltar, ele escolhe ficar, escolhe aquela mulher. Ninguém o força, nada o obriga. Ele volta porque quer, ele a beija porque a deseja, ele se declara porque a ama.  É o ato de não abrir mão de uma vida construída em conjunto, é olhar para o passado e valorizá-lo.

(P.S: Dança comigo é um filme lindo, sensível e divertido. Um filme para se ver em companhia ou sozinho. É um filme sobre amor, simplesmente. Do marido pela esposa, do noivo pela noiva, da mãe pela filha, da dona de um salão pela dança. É um filme sobre persistência, sobre sacrifícios em prol de um bem maior.)

Advertisements

One thought on “O amor perfeito…

  1. Letícia diz:

    amo filmes assim! Vou procurar para assistir, com certeza! 🙂 acho o amor importantíssimo e dificilmente vemos filmes onde a pessoa é “feliz e satisfeita” com o que tem 😉
    Beijinho =*

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s