um questionamento bobo, sem conclusão…

Como ler vinte livros por mês? Me parece loucura, mas vi uma matéria há poucos dias que indicava nomes de blogueiras brasileiras que batem essa meta e as vezes, leem até mais. Eu me pergunto se as leituras são superficiais, ou se a pessoa lê realmente aquilo tudo tão rapidamente (livros de 300, 400 páginas). O lance é que independente da qualidade das obras (se são clássicos ou não), me questiono mesmo sobre a absorção dessas histórias, do processo sensorial, da interpretação. De qualquer forma, é muito interessante pensar no boom de livros e na acessibilidade que temos hoje em dia, na digitalização dos livros, nos sites que os distribuem gratuitamente. Lembro tanto da minha época de ida às bibliotecas e do quanto era caro compra-los, tanto que só ganhava de natal ou aniversário.

8 thoughts on “um questionamento bobo, sem conclusão…

  1. Silvia Souza diz:

    Você é bem mais nova do que eu, Thais… Imagina como era quando eu era adolescente e ainda vivendo em uma cidade do interior e sem livrarias…
    O problema de haver tanta opção hoje em dia é a qualidade… da mesma forma que ocorreu com a música, acho que os livros viraram algo para ser consumido no momento e não escrito para se tornar uma história clássica ou importante; ele só precisa ter apelo do público e vender bem.
    Eu leio bastante, mas tenho várias outras atividades no meu dia (trabalho, filhos, casa); não consigo ler mais do que 4 a 8 livros por mês (e no caso de 8, eles precisam ser de leitura rápida). Tenho minhas dúvidas sobre essa capacidade de leitura de 20 livros ao mês…
    Gostei do seu questionamento…
    Beijo grande!

    • Thais dos Reis diz:

      Exatamente Sílvia, concordo muito com essa questão da venda, do lado comercial. Assim, nada contra sabe… mas me parece que essas pessoas citadas na matéria buscam mais pela quantidade e não pela qualidade, o que me causa um estranhamento e uma desconfiança sem tamanho.

  2. Vera diz:

    Amei esse post, porque me da chance de falar disso!

    No ano de 2015 tentei cumprir um desafio de leitura (até com posts regulares no blog), e falhei miseravelmente.
    Então, esse ano decidi colocar como meta 2 livros por mês (pelo desafio teria que ser um pouco mais que isso), pra conseguir mantes um fluxo razoável. Pra minha surpresa, já consegui ler 18 livros em três meses, o que é MUITO mais do que eu consegui em 2015, durante o ano todo.
    Devo dizer que isso se deve ao LEV (leitor digital) que eu ganhei de Natal.. Ele me deixa armazenar muitos livros ao mesmo tempo, então, nunca estou ‘sem nada pra ler’, sabe?

    Seu questionamento foi muito válido porque acredito no mesmo que você: as vezes lemos muito, sem qualidade, ou sem nos atentarmos e entendermos a mensagem por trás do livro.
    Então, logo te respondendo, não sei se é de fato possível ler 20 livros por mês, com a mesma qualidade de quem lê 5, mas fica a questão de que, muitas vezes, é possível superar esses ‘paradigmas’ né?

    beijos

  3. Thais dos Reis diz:

    Quando eu ganhei um kobo também foi assim, li pra caramba! Até que ele estragou, HAHA e resolvi não comprar outro. É muito louco pensar na quantidade de livros que podemos ter disponíveis naquele pequeno aparelhinho, né? 18 livros é trem pra caramba, um número muito mais real do que 20 livros por mês. Acho que o máximo que consegui ler foram 13 em dois meses, mas principalmente porque estava num momento muito ocioso da minha vida… rss. Vlw pelo comentário Vera!

  4. Luciana Manzano diz:

    Acho difícil que leiam tanto assim e se Leem, acredito que mesmo usando métodos como leitura dinâmica, deve absorver muito pouco das leituras, além é claro de não se fazer outra coisa o dia todo, pois 20 livros em um mês é quase um livro por dia!

  5. Bruna diz:

    Acredito que seja possível ler uma quantia imensa de livros em curto período de tempo, a questão é de fato a qualidade da leitura. Não é cabível se utilizar de leitura dinâmica em obras de romance com narrativa predominantemente descritiva (os clássicos brasileiros, como Machado de Assis, Joaquim Manuel de Macedo, Aluísio Azevedo, etc) ou obras mais complexas… kkkk
    Realmente, vivemos numa época privilegiada, temos “quase” pleno acesso a todo o conhecimento que os livros podem nos passar😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s