[NOTA] Um gay suicida em Shangri-la

UmgaysuicidaOs temas são complexos: homossexualidade, depressão, suicídio. Mas, a narrativa é leve, repleta de referências à ícones do mundo pop e rápidos fluxos de consciência.

Um gay suicida em Shangri-la conta a história de Eduardo, um jovem que decide abandonar a vida parada e sem emoções, cheia de relacionamentos tóxicos e vazios, para ir em busca de uma nova realidade na cidade das Estrelas, interior de Rio de Janeiro.

Ainda que eu não tenha conseguido ter muita empatia pelo personagem, a narrativa sobre a redescoberta do “eu” e sobre a reinterpretação sobre o conceito de família me pareceu muito pontual. Durante a sua viagem, ele vai repensando suas relações e o impacto que cada uma delas traz em sua vida.  A história apresenta diversas facetas de alguns questionamentos humanos, como o medo de se posicionar “fora da curva”, e a necessidade de aprovação social.

Este é o terceiro livro de Enrique Coimbra, o jovem autor também escreveu “Sobre garotos que beija garotos” e “Os hereges de Santa Cruz” e possui um canal no Youtybe chamado Enrique sem H.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s